Sem categoria

Histórias na Cabana: a arte da escuta do momento presente

Por Mundoo Mundoo

Não há momento certo para se contar uma história. Elas geralmente se iniciam de uma memória repentina, se traduzem em palavras carregadas de sentimentos e irrompem pelo ambiente no mais propício espaço da conversa para aquela narrativa. É o milésimo de segundo certo, a palavra correta, a mensagem que se encaixa. A contação de histórias não pede licença e nem precisa solicitar silêncio aos ouvintes: ela envolve cada um e os leva a um mundo alimentado pela imaginação. E o mais bonito de tudo: essas narrativas orais nos conectam com a presença de quem conta e de quem escuta.

A história como presente

Criado em 2015, o projeto Histórias na Cabana foi idealizado por Ana Luiza Reis, psicopedagoga e professora de yoga, a partir de duas referências: uma, foi a performance do olhar da artista plástica sérvia Marina Abramovic e a outra foi um Livro de Ruy Povoas chamado A fala do Santo, que dizia que antigamente, na cultura Africana, muitas orientações eram feitas se contando histórias. Aprovado em 2015 pelo edital de demanda espontânea da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. SECULT BA, a Cabana rodou por várias cidades do interior da Bahia.

Com vivências na Índia, Ana Luiza aprendeu a valorizar o tempo, as pausas, as histórias contadas de geração a geração e o respeito à ancestralidade.

Tradições orais: a contação de histórias como legado

A oralidade é um bem e um registro histórico que perpassa gerações de uma forma extremamente afetiva. É, em grande parte, a responsável pela perpetuação de culturas diversas.
Por meio da linguagem do local, as histórias tornam-se um ser social, histórico e cultural. E, assim, mediam relações sociais e educam os ouvintes de uma maneira mais efetiva que muitas outras formas de registro.

É por este motivo que a contação de histórias é essencial no fortalecimento de culturas. É por contos, folclores e tradições verbais que pequenas comunidades se reconhecem e encontram uma forma de compreender sua existência e a do mundo.

 

Se você pudesse enviar uma história para alguém hoje, quem você presentearia? Clique aqui e garanta essa experiência.